Diana: quebrando a ética e a moral britânica

POR: LUIZA VIEIRA NOGUEIRA

41522151

 

tumblr_ovi6612K8O1rf9hn3o1_1280

Como em qualquer outro Reino a ética e a moral são uma das principais caracterizas a serem seguida, o Reino Inglês não poderia ser diferente. Desde o começo do reinado da Rainha Elizabeth II, a sua irmã Princesa Margaret apresentava comportamentos que iam contra a ética e a moral do Reino, desde falar em público da forma “errada” até se apaixonar por Peter Townsend, um homem divorciado e palafreneiro de seu pai. Segundo a ética da época ela não poderia de casar e nem namorar um homem divorciado, a Rainha sem opções ordenou o termino desse romance. Desde então a princesa Margaret não foi mais a mesma, posteriormente ela até se casou com o fotografo Antony Armstrong-Jones, mas foi um casamento infeliz levando o divórcio em 1978.

Como dever a Rainha Elizabeth deve manter os costumes reais e criou os seus filhos para seguir o seu exemplo. O príncipe Charles é herdeiro do reino e com deve casar e gerar filhos para continuar a tradição. A Princesa perfeita para Charles deve ser nobre, elegante, magra e saber se comportar em público.

Diana nasceu na família nobre Spencer e conheceu melhor Charles quando se mudou para Londres, onde estudava na época. Diana era tudo o que a família real queria: ela era nobre, elegante e tímida. Era perfeita para eles, menos para Charles.

Já com o anúncio do casamento Diana já se tornou um alvo para a mídia, ela era muito tímida e despertava interesse no público. Em seu noivado, ela optou por um vestido preto, com um “decote” mostrando um pouco dos ombros. O público foi à loucura, todos amaram o vestido preto que ela usou, todos mas novamente menos Charles, ele reprovava esse tipo de comportamento.

Diana procurava cada vez mais se encaixar no meio real. No dia do casamento ela estava tão nervosa que trocou a ordem do sobrenome de Charles. Contudo, ela foi a primeira mulher nobre a fazer os seus próprios votos. Ela era nova, tinha apenas 19 anos e tudo era como se fosse um conto de fadas.

Alguns meses após o seu casamento, Diana procurava ser perfeita como princesa e tentando essa perfeição acabou desenvolvendo a Bulimia. Ela foi a primeira mulher do Reino a falar sobre esse assunto com a mídia, ela precisava de ajudar e sabia a importância que tinha o seu discurso, muitas meninas se espelharam nela para procurar ajuda.

Diana sempre afirmou ser uma pessoa humanitária e não uma pessoa política. Sempre que era convidada ela ia em hospitais, fazia visitas e fazia de tudo para ajudar o próximo. Ninguém no reino inglês tinha esse costume. Entre tantas visitas e ajudas, a Aids nessa época não tinha tanto entendimento e estudo como hoje, qualquer contato com uma pessoa portadora de Aids era perigo. Diana foi uma das primeiras pessoas a abraçar e apertar a mão de um portador de AIDS.

O público cada vez mais idolatravam ela. Ela ganhava mais destaque do que toda a família real. Contudo, é evidente que a Família Real fica preocupada com a imagem a ser mantida.

O príncipe Charles nunca escondeu de Diana que era apaixonado por Camila, uma namorado de sua adolescência, e nunca escondeu também que ainda mantinha um caso com ela. Diana cada vez mais foi ficando solitária e depositava todo o seu amor nos filhos. Ela fez questão de seus filhos nascerem em um hospital público e frequentarem escolas públicas, nenhum nobre tinha esse costume.

Diana infeliz com o seu casamento e a reprovação de seu comportamento com a família real exige o divórcio. Nessa mesma época o livro: “Diana sua verdadeira história – em suas próprias palavras” é lançado, no livro ela contava por tudo que passava ao “quebrar” a ética do reino britânico. Entretanto, cada vez mais paparazzi ficaram a perseguindo. Ela não tinha mais privacidade e liberdade.

Em Paris, em 1997, Diana sofre um acidente em um túnel lotado de paparazzi que a seguiam. O acidente acaba levando a sua morte.

Todos ficam chocados com o seu falecimento e como aconteceu. O palácio britânico ficou cheio de flores e muitas pessoas choravam nas ruas. Mais uma vez ela quebrava com a tradição britânica, foi o maior velório já registrado na história inglesa. A princesa Elizabeth fala pela primeira vez ao vivo na televisão, ela lamenta a morte da Princesa de Gales. Os seus filhos Príncipe William e Harry acompanham do cachão pelas ruas de Londres. Nesse ano, 2017, está fazendo 20 anos de sua morte. O reino Inglês nunca mais foi o mesmo.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s