Manda Nudes?

Sofia Ruete de Barros – 41423935

kim

Atualmente a sociedade devido a tecnologia proporcionada por celulares, computadores e tablets deparou-se com um novo conceito: Nudes. O ato de tirar e mandar fotos intimas tornou-se normal. Porém os casos de vazamentos de imagens intimas tem aumentado e agora contam com a ajuda da lei Carolina Dieckmann.

   O caso da atriz global ocorreu em maio de 2012 quando algumas reproduções fotográficas de imagens intimas da atriz Carolina Dieckmann foram indevidamente divulgadas em sites na rede de computadores. A atriz deixou seu computador em um estabelecimento de assistência técnica e seu correio eletrônico foi invadido. Um indivíduo obteve acesso às imagens e passou a chantagea-la sob pena de divulgar sua imagens. Entretanto Carolina Dieckmann foi a procura da policia e das leis. Os responsáveis foram acusados pelos crimes de difamação e injuria, tipificados, respectivamente, nos arts. 139 e 140 do Código Penal:

Art. 139 – Difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua  reputação: Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa.

Art. 140 – Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro:         Pena – detenção, de um a seis meses, ou multa.

Esses tipos de modalidade de crime não eram muito previstos na época, mas agora com a lei Carolina Dieckmann inclui-se no código penal essa modalidade. O fato ocorrido acabou por fim proporcionando a criação da Lei A Lei 12.737/2012 “Lei Carolina Dieckmann” que define que o crime existe quando o usuário não autoriza o acesso ao aparelho ou quando o criminoso “instala vulnerabilidades para obter vantagem ilícita”. A pena nesses casos é de três meses a um ano de detenção, além de multa.

É possível dizer que isso é um exemplo de falta de moral e ética. Ética, se resume de uma maneira clara e simples, o que é melhor para todos e que seja bom para você. De modo que não ocorram conflitos, desonestidades, e assim por adiante a todos as pessoas, sem exceção. No fato a atriz, passou por uma desestabilização emocional e teve sua imagem prejudicada frente aos fãs e a sociedade. Já o profissional responsável faltou com a moral, ética e leis. De modo que a moral e ética andam juntos, a moral é como você usa os seus direito e deveres de uma profissão para você mesmo, em conjunto com a ética profissional.

Portanto com a grande circulação de nudes nos dias de hoje, o cidadão brasileiro pode contar cada vez mais com recursos que o ajudem a solucionar crimes de vazamentos de suas mídias particulares. Mas até que ponto a lei nos defenderá? Já que casos de divulgação própria de nudes foram recentemente expostos e o próprio indivíduo da foto foi acusado de mentir sobre um falso vazamento, após admitir que ele mesmo havia publicado. Há casos de auto promoção também, em que o indivíduo acaba liberando suas fotos ou até vídeo e acabam ficando famosas. O que leva a própria pessoa perder seus valores morais e a moral. Já que o indivíduo escolhe seus valores e é uma opção ser ético ou anti-ético. Então fica a pergunta: mandar ou não mandar nudes?

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s