Desculpe o transtorno, preciso falar do Slim Shady

Lucas Martins de Pinho – 41423358

Marshall Mathers, o Eminem, é um dos rappers mais famosos de todos os tempos, aclamado pelos adeptos da cultura hip-hop por sua habilidade lírica. Ao mesmo tempo em que vários são extremamente apaixonados por seu trabalho, uma grande parte da população não gosta de suas músicas, não por gosto pessoal ou a sonoridade do material, mas sim por conta do conteúdo das letras, alegando que elas passam mensagens ruins, que o artista esta sendo antiético.

O músico de 42 anos chegou ao estrelato na adolescência, com a ajuda do famoso produtor musical Dr. Dre, Eminem ficou conhecido no mundo inteiro em 1999 com o lançamento do seu primeiro disco “The Slim Shady LP”, a partir dai seu nome não saiu mais da mídia, por conta de polêmicas ou lançamentos, o rapper sempre esteve na televisão, rádio, revistas e a boca do povo. O músico não tem “papas na língua”, sempre falou o que pensa sobre o mundo ao seu redor, falando do que acreditava ser certo ou errado, ainda mais quando tomava o papel de seu alter-ego Slim Shady (uma segunda personalidade), quando estava rimando no papel deste personagem, de uma forma quase sempre cômica, as rimas mostravam o que vários alegam ser um discurso de ódio, incitando a violência, descriminando homossexuais e  fazendo o que a sociedade enxerga como ruim ou incorreto.

Image result for slim shady lp

Capa do primeiro disco de estúdio do Eminem, o “The Slim Shady LP“. A capa já é polêmica pois representa o rapper e sua filha ao lado do corpo morto da ex-esposa dele. Isso não aconteceu de verdade, é em cima da fictícia história presente na música “97′ Bonnie & Clyde” deste disco.

Sempre foi claro que o personagem Slim Shady diz coisas que são fictícias e não condiz com a realidade do Eminem, como ele age na vida real, mas é importante questionar que mesmo ele tendo esse livre arbítrio para falar o que quer ou não em suas canções, mostrando um lado antiético para mero entretenimento acima de tudo, nada garante que quem ouve vai entender essa sua intenção, que mesmo que seja subliminarmente, alguém talvez faça uma má atitude por conta de algo que ouviu na música do rapper, mas nessa linha de raciocínio, quem garante que alguém que jogou um jogo de videogame violento ou assistiu um filme onde os personagens são mal exemplos, não vão também levar parte do que viu para a realidade. Muitos críticos e parte da mídia crucificam o Eminem, afirmam que o rapper esconde suas verdadeiras intensões, fala o que quer e depois diz que o personagem Slim Shady estava afirmando aquelas coisas ou algo do tipo, já o próprio rapper afirma que isso “é só hip-hop”, fala algumas daquelas coisas para serem punchlines, chamarem a atenção do ouvinte ou  mostrar suas técnicas, a partir das rimas, montando estruturas de rimas complexas nas músicas.

Se as músicas só agredissem os conceitos de moral de algumas pessoas, a solução seria básica, quem não quer não ouve, mas para os pais, a questão é diferente, sendo extremamente popular, parte do público do músico são crianças, mas pais preocupados não querem seus filhos ouvindo essas músicas com essas mensagens e linguajar. Mas nesse aspecto o artista também não tem culpa, sua música não foi feita para menores, as crianças ouvem por terem acesso pois os próprios discos tem um selo dizendo que o conteúdo é explicito, não recomendados pra menores de idade, o artista não tem que mudar suas letras, os pais que devem que manter o controle do que seus filhos ouvem ou fazem.

Se Eminem é tão criticado, ele não deveria estar tanto assim na grande mídia em teoria, mas na realidade, um fato é que ele tem mais fãs do que gente que o odeia, o rapper dá muito lucro, é o artista que mais vendeu discos na ultima década, toca constantemente nas rádios, lota estádios até hoje, com mais de dez anos de carreira, continua sendo um músico extremamente relevante para o rap, considerado por vários artistas e estudiosos da cultura hip-hop como “o melhor rapper de todos os tempos”. Ele mesmo já se intitulou “Rap God“.

Hoje em dia, o músico esta muito mais “comportado”, não usa mais seu alter-ego Slim Shady, por estar mais velho e mais experiente, talvez tenha amadurecido mais por conta de algumas experiências adquiridas com o tempo, sobrevivendo uma overdose, passando pela morte de seu melhor amigo, dois divórcios da mesma mulher entre outras coisas. Mesmo querendo mostrar antigamente, uma imagem de que era alguém não preocupado com nada que os outros pensam, teve vezes que ele quis reverter essa imagem de alguém totalmente antiético, principalmente com a fama de ser preconceituoso com homossexuais, ele tentou mostrar seu respeito com a comunidade LGBT com a parceria com o Elton John no Grammy Awards de 2001, uma parceria que chocou o mundo da música na época. Até hoje, existem países que não aceitam o rapper, como a Grã-Bretanha que fez protestos para que o artista não toca-se lá, o próprio músico já debochou de situações assim, como podemos ver nesta esquete de comédia intitulada “Eminem Skit – Angry Eminem Protester“:

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s